Melhores restaurantes de Ilhabela, São Paulo

Apesar de ter restaurantes de alto nível, a gastronomia de Ilhabela também sabe ser bem simples, sem firula, com preços honestos, porções fartas e atendimento rápido. Na vila central, é possível comer um lanche farto por R$15,00 ou almoçar bem por R$30,00. Grande parte dos restaurantes serve menu executivo a esse preço mesmo nos fins de semana, com pratos muito bem servidos (em caso de pouca fome, confira com o garçom se você pode dividir com alguém). No geral, o modelo é tipo PF – então não espere, nos restaurantes mais centrais, nada muito temperado ou com sabores intensos.

Na baixa temporada, o movimento dos restaurantes e bares é tranquilo. Na alta, chegue cedo, principalmente se o local dispor de vista para o mar – e considere que os preços podem estar um pouco mais altos.

Veja também: 10 restaurantes e bares diferentes em São Paulo
Desconto em restaurantes – como conseguir 50% off com o Primeira Mesa

Onde comer barato em Ilhabela

No Vila no centro, não faltam restaurantes baratos com cardápio extenso. O Cheiro Verde, o Alecrim e o Manjericão, este com uma varandinha, atraem pela comida caseira e pratos executivos por R$30,00 gostosinhos no estilo PF.

Cheiro Verde
Rua da Padroeira, 109

Manjericão
Avenida Força Expedicionária Brasileira, 20

Alecrim
Praça Cel. Julião, 47

prato do restaurante manjericão

Restaurante Manjericão

Para um lanche, uma opção barata e bem tradicional é o Borrachudo Sanduicheria, também na orla, com hambúrgueres, sanduíches e hot dogs a partir de R$15,00 – alguns vêm com batata-frita. Além dos sabores de sempre, também rolam sandubas de camarão, jamón serrano e rosbife.

Borrachudo Sanduicheria
Rua Dr. Carvalho, 20

Na orla do Perequê, há alguns restaurantes com vista para o mar, como o Pimenta de Cheiro, com pratos executivos por R$32,00 (como pescada ao molho, bobó de camarão e risoto vegano). Pratos individuais partem de R$36,00, como o contra-filé à parmeggiana, e os frutos do mar saem a partir de R$51,00 (caso do linguado a belle munière da foto, farto e saboroso, com champignon, alcaparras, batata, arroz, feijão e farofa). Uma opção mais temperada é a Moqueca individual (que dá para duas pessoas, dependendo da fome) de abadejo (R$69) ou camarão (R$63), feita com leite de coco, dendê, coentro e cebolinha. Para beber, drinks a partir de R$18 e cervejas.

Pimenta de Cheiro
Cardápio
Av. São João, 86

prato no restaurante pimenta do cheiro, ilhabela

Restaurante Pimenta de Cheiro

Na praia do Portinho está o Gato Negro Gastronomia, com um terraço aberto bem convidativo (apesar da vista apenas parcial do mar), com uma porção gostosa e barata de bolinhos de peixe bem crocantes (R$12) e moquecas de peixe (R$42) e camarão (R$47). Seguindo na mesma avenida, o Ilha Sul é mais caro, mas também serve pratos do dia a R$35, como bobó de camarão e filé de frango, e versões mais calibradas a R$50, como filé mignon ou peixe ao molho de camarões. A boa carta de vinhos traz garrafas a partir de R$90.

Ilha Sul
Av. Riachuelo, 287

Gato Negro
Av. Riachuelo, 11

vista para o mar de restaurante de ilhabela, em são paulo

Vista do Restaurante Pimenta de Cheiro

Opções de restaurantes mais sofisticados em Ilhabela

O Marakuthai, restaurante famoso da ilha, que já pertenceu à chef Renata Vanzetto, foi vendido recentemente. A chef manteve a equipe e o ponto, pertinho do Centro e de frente para o mar, e ali abriu o Pescadora – Cozinha do Mar, semanas antes da pandemia do coronavírus atingir o Brasil.

O cardápio é focado em frutos do mar com entradas a partir de R$15 – as melhores ficam na faixa dos R$30, como o tiradito de peixe branco marinado em molho cítrico de cardamomo (R$35); a casquinha de siri cremosa com flocos de arroz (R$36); e os bolinhos de camarão com crosta de castanha de caju (R$34). Os pratos individuais partem de R$50, caso da moqueca vegana. Eu sou bem desconfiada com restaurantes comandados por chef-celeb, mas os da Renata sempre estiveram entre meus favoritos de São Paulo. O tempero dela é realmente fora da curva. Vale conferir o Pescadora e torcer para que o novo Marakuthai, sem o comando dela, mantenha a mesma qualidade.

Também é mais sofisticado (e bem mais afastado) o All Mirante, restaurante com vista panorâmica do mar em Borrifos.

Pescadora – Cozinha do Mar
Av. Força Expedicionária Brasileira, 495

All Mirante
Av. Governador Mário Covas Júnior, 16600

Para beber na praia

Nas praias de Ilhabela, você vai encontrar barraquinhas com porções fartas de batata-frita ou mandioca (faixa de R$40,00), peixe ou camarão (faixa de R$70,00), além de caipirinhas (entre R$20,00 e R$30,00) e outros drinks. A melhor caipirinha que provamos foi a da Barraca da Zélia, na Praia da Feiticeira (que há pouco tempo não tinha nenhuma estrutura, mas agora conta com barraquinhas de comida e aluguel de cadeiras) – R$25,00 no copo de 450ml, feita com vodka e frutas frescas. Lembrando que esses valores costumam aumentar na alta temporada.

copo com caipirinha de morango e vista para a praia, em ilhabela

Cafés e sobremesas

Ilhabela ainda não entrou na onda das cafeterias, mas dá para fazer uma pausa à tarde no Café Perequê, com boa oferta de doces e bolos, ou no Ponto das Letras, uma pequena livraria com cafés e salgados. Para adoçar, o melhor é partir para o sorvete: a Gelateria Tradizionale é uma opção, com sabores como Zambaione, com vinho do Porto, e Tiramissu, a partir de R$13.

Café Perequê
Av. Cel. José Vicente de Faria Lima, 44

Ponto das Letras
R. Dr. Carvalho, 146 – Centro

Gelateria Tradizionale
Rua Dr. Carvalho, 206

vários sabores de sorvete

Cerveja artesanal em Ilhabela

Dois lugares de Ilhabela oferecem cervejas locais próprias: a BlackWood Beer House e a Cervejaria Caiçara.

A BlackWood é mais uma loja do que um bar, já que o espaço é pequeno e não há serviço de chope nem cozinha. É o mestre cervejeiro quem atende explicando um pouco sobre suas receitas, como Biere Blanche, Fruit Beer e Farmhouse Ale – esta última foi a que escolhemos para provar e achamos bem gostosa (apesar do álcool muito destacado). As garrafas têm preço único de R$25,00.

BlackWood Beer House
Rua Dr. Carvalho, 210b

Para beber in loco, é melhor a Caiçara, um bar animado e amplo que fica sob um hostel, em frente à praça principal do Centro, com mesas altas e sofás. Para comer, pizzas muito simples com massa fininha de cerveja a partir de R$18 (seis fatias) e espetinhos que custam de R$7,50 (caso da calabresa com cebola, da linguicinha apimentada e do pão de alho com queijo) a R$16 (nos espetinhos de cordeiro e picanha).

Apesar do cardápio basicão de comida, o destaque do local é a cerveja, que é realmente muito boa: não deixe de provar a Wit feita com caju (R$14,00, 300ml), que traz o sabor e o cheiro da fruta muito presentes e equilibrados na que é certamente a melhor cerveja de Ilhabela. Outras opções da casa são Kolsh, Pale Ale, IPA, Vienna Lager e Stout, a partir de R$10,00 (300ml). A cervejaria também possui carta de drinks que vão de R$20 (na caipirinha de cachaça de frutas diversas, incluindo a folha de mexerica, muito usada em drinks na ilha) a R$33 (no Aperol Spritz).

pizza de seis fatias e copo de chope em ilhabela

Cervejaria Caiçara
Praça Cel Julião, 74

A El Pirata, com uma vibe moderninha, também serve cervejas artesanais, além de burgers bonitões (na faixa dos R$30), como o de queijo brie com geleia de pimenta, e pizzas napolitanas individuais (R$26), bem recheadas – é o cliente quem escolhe a combinação de proteínas, queijos e complementos. Lá, você pode provar as cervejas da Dona Bica, cervejaria mais antiga da ilha, e Atlantis, também local – elas não têm bar próprio. Na chopeira, a casa oferece a saborosa Madalena, de Santo André – SP.

Hamburgueria e Pizzaria El Pirata
Av. Pedro Paula de Moraes, 47

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *