Café da manhã em Belo Horizonte: melhores restaurantes e brunch

A moda do brunch também chegou em Belo Horizonte, e chegou com carinha de mesa de vó, cheia de bolos, broas recheadas, cafezinhos e pão de queijo, entremeada com um pedacinho de pernil aqui ou um queijinho canastra na chapa ali. Com isso, são vários os cafés, padarias e docerias que abrem para café da manhã em Belo Horizonte, seja cedo ou tardio, especialmente nos fins de semana, com tudo que a gente tem direito.

Vale saber:

  • Da nossa lista, os mais açucarados são a Doce que seja Doce e O Granulado;
  • O mais tradicional é o Comercial Sabiá;
  • Os mais descolados, o Jacinta, o Magrí e o Copa Cozinha;
  • Os que abrem mais cedo são o Sabiá, o Academia do Café e os buffets de padaria;
  • Os que servem café da manhã durante a semana, seja com pedidos avulsos ou combos, são o Sabiá, o Uluru Café e Brunch (unidades de Vila da Serra e Afonso Pena), as padarias e os lugares especializados em café mesmo, como o Academia do Café, o Noete Café Clube, o Intelligenza e o OOP.

Onde tomar café da manhã em Belo Horizonte

Confira onde tomar café da manhã ou brunch em Belo Horizonte, quais são as opções veganas e vegetarianas, qual o melhor horário para evitar filas e quanto custa comer em cada um deles.

Veja também:  Delivery em BH na quarentena – onde pedir café, comida, cerveja e vinho
Mercado Novo de BH – os melhores bares e restaurantes desse reduto alternativo
Restaurantes em Ouro Preto, MG – onde comer

Comercial Sabiá

Indicado para: quem procura um café da manhã simples e bem mineiro
Como funciona: de manhã, sempre com pedidos avulsos no balcão, todos os dias a partir das 7h no Mercado Central e, na Savassi, a partir das 7h30 de segunda a sexta; e a partir das 8h aos sábados
Lotação: baixa na unidade da Savassi, onde há lugar para sentar. No Mercado Central, vá preparado para enfrentar mais fila e comer em pé, principalmente em finais de semana.
Ponto alto: provavelmente o melhor pão de queijo recheado e definitivamente a melhor broa recheada da cidade
Faixa de preço: até R$20

Um dos lugares mais deliciosos (e mais antigos!) de café da manhã em Belo Horizonte é o Sabiá, um emporiozinho sem frescura nenhuma que joga na chapa um pão de queijo, fatias graúdas de queijo minas da Serra do Salitre e uma quantidade pornográfica de pernil, tudo por R$12,50.

Complemente com um expresso ou um capuccino (R$6) e está feito um dos mais tradicionais desjejuns da cidade. Se quiser um docinho, a broa (R$7 a fatia) também é inesquecível. Nas duas unidades do Sabiá, Savassi e no Mercado Central, a broa vem recheada de queijo. Outra opção, recheada com goiabada, é exclusividade da unidade da Savassi.

Doce que seja Doce

Indicado para: quem ama doces muito doces
Como funciona: de manhã, só nos fins de semana, com pedidos avulsos a la carte partir das 9h e buffet livre das 9h às 15h
Lotação: alta, especialmente nos fins de semana, nos horários de funcionamento do brunch (para aproveitá-lo sem filas, vá antes das 10h ou no começo da tarde)
Ponto alto: bolo de cenoura com calda de brigadeiro quente, cheesecake de requeijão de raspa com goiabada, bolo de milho com brigadeiro de canela, torta de limão, torta de banana, brownie com doce de leite caramelizado e torta mineira, com doce de leite e ganache de queijo canastra. Ufa, acho que é isso.
Faixa de preço: até R$30 por um lanche, um doce e uma bebida; até R$50 para uma bebida + cafezão de fim de semana, com buffet livre

A Doce virou a nova queridíssima da Savassi, sempre aberta e sempre lotada. É nossa doceria favorita na cidade, sem dúvida – a gente vive batendo ponto por lá. A escolha do café da manhã nos fins de semana vai depender da fome e da quantidade de açúcar que você quer ingerir. Se estiver de boa, é melhor montar seu próprio menu escolhendo algumas coisinhas do cardápio, como o pão de queijo recheado com linguiça e requeijão de raspas (R$13,90) ou o pastel de queijo (R$12,90, duas unidades), nossas indicações salgadas, e um docinho.

cafés belo horizonte

O cafezão da Doce que Seja Doce disponível em buffet nos fins de semana

Os bolos com calda quente são vendidos por unidade (R$10,90 cada), mas outros bolos e tortas são por peso (R$110 o quilo) – costuma sair entre R$15 e R$20 a fatia. Se o estiver em grupo e quiser provar várias tortas, vale apostar na tábua de degustação, que custa R$50.

Quem for mais hardcore e não tiver pressa de levantar pode escolher o Cafezão, um buffet livre que custa R$42 por pessoa (não inclui bebidas) com ovos mexidos, pãezinhos, cookies, bolos, tortas, tudo à disposição.

Café Magrí

Indicado para: quem quer comer algo diferente e bem temperado (e para quem busca boas opções veganas e vegetarianas)

Como funciona: de manhã, só nos fins de semana, com café da manhã de pedidos avulsos a partir das 10h, ou brunch de menu fechado das 10h às 14h
Lotação: alta, especialmente nos fins de semana, nos horários de funcionamento do brunch (para aproveitá-lo sem filas, vá antes das 10h ou no comecinho da tarde)
Ponto alto: no cardápio de verão, os huevos rancheros e o cuzcuz de legumes e castanhas (sério, é muito bom) – mas o menu muda de tempos em tempos
Faixa de preço: até R$40 nos combos que incluem bebida; até R$20 no pedido separado de um doce ou salgado + uma bebida

Os cardápios montados de brunch do Magrí são realmente muito gostosos. Eles consistem em uma entradinha, um prato e uma sobremesa, mais uma bebida (chá gelado, suco, café coado ou cappuccino normal ou vegano) e custam entre R$30 e R$40, dependendo da composição.

Os menus mudam de tempos em tempos, de acordo com a estação e, por isso, fica difícil recomendar algum deles, mas vai na fé: tudo que provamos até agora surpreendeu. Ah, uma dica: se a sobremesa do combo for sorvete, peça para que ela venha depois, para não ficar derretendo na mesa enquanto você saboreia os outros pedidos.

Se não quiser o brunch, dá para escolher entre roll de queijo, cookie vegano ou pão de canela com buttercream (R$8 cada), um bolinho do dia ou um queijo quente de brioche com requeijão de raspa e mel (R$9). As bebidas avulsas custam entre R$8 e R$12.

Uluru Café e Brunch

Indicado para: quem quer brunch a qualquer hora ou dia e gosta de coisas simples com sabores intensos
Como funciona: os pedidos de brunch, avulsos, saem a partir das 9h de segunda a sexta e das 8h30 nos fins de semana nas unidades da Afonso Pena e da Vila da Serra – no Mercado da Boca da Savassi só funciona de manhã nos fins de semana, a partir das 9h
Lotação: média
Ponto alto: o ovo mexido trufado com presunto de parma, grana padano e rúcula (R$29)
Faixa de preço: até R$30 nos pedidos simples + uma bebida ou até R$40 nos mais elaborados + uma bebida

O Uluru é para um brunch reforçado, já que os pratos são bem servidos (e lindos, vamos combinar). Apesar de ter opções matutinas bem tradicionais, como bowls de saladas e iogurtes (a partir de R$15) e pães de queijo recheados de pernil ou caprese (R$12), o destaque é das receitas diferentes, como o ovo mexido trufado, ponto alto do cardápio; o sanduíche de salmão, com rúcula, alcaparras e sour cream (R$25); e o Eggs Benny, com avocado, bacon, ovo poché e molho hollandaise (R$25) – todos muito gostosos e de sabor bem marcante.

Doces a partir de R$6, cafés a partir de R$3 e sucos a partir de R$6 – mas vale avisar: não adianta muito pedir o suco sem açúcar, porque eles já são adoçados no pré-preparo.

cafés em belo horizonte

Uma das receitas matinais trufadas do Uluru café e a mesa posta no Copa Cozinha

Academia do Café

Indicado para: quem entende de café e gosta de variar nos grãos e torrefações
Como funciona: o cardápio é o mesmo o dia todo, e o café abre de manhã durante a semana
Lotação: média
Ponto alto: mocha suavezinho com doce de leite ou creme de avelã (R$16,50) com o bolo do dia (R$7,50)
Faixa de preço: até R$20

Aqui, a estrela é realmente o café, a partir de R$6. São vários métodos e receitas com expresso quentes ou geladas (como o Expresso Tônica, R$12, moda de São Paulo que ainda não vingou nos cafés de BH).

As comidinhas são simples, com cara de padaria: pão na chapa com manteiga (R$6), pão de queijo recheado com queijo ou doce de leite (R$8), bolos caseirinhos com ou sem farinha (a partir de R$6,50).

Noete Café Clube

Indicado para: quem entende de café e gosta de variar nos grãos e torrefações
Como funciona: o cardápio de brunch está disponível aos sábados e domingos, das 9h às 14h, na unidade do Santo Antônio. De terça a sexta, a casa abre às 10h com opções avulsas de café da manhã
Lotação: média
Ponto alto: além dos cafés (de R$4 a R$15), torrados na própria casa, também tem os macaquinhos que visitam as árvores da varanda
Faixa de preço: até R$20 para café + bolo ou pão de queijo, até R$40 para café + sanduíche elaborado e sobremesa no brunch

O Noete tem carinha de sala de casa, com mesas e sofás em disposição assimétrica, mas aconchegante. É um lugar para os amantes do café provarem os grãos torrados lá mesmo, em diferentes métodos de preparação, como prensa francesa, kalita e aeropress.

Dá para conhecer o expresso tônica (R$10) e o açucarado Frapuccino de nutella e doce de leite (R$15), combinando com bolinho do dia (R$5), um pão de queijo recheado de linguiça, porchetta ou Canastra (R$16) ou algum dos sanduíches ou porções do brunch, como o English Breakfast completinho (R$45) e o Croque Madame, com porchetta, queijo canastra e molho branco (R$25).

Tem opções veganas e também tem uma unidade no Lourdes, focada em cafés especiais no modelo take away, para levar.

O Granulado

Indicado para: quem ama doces, especialmente a combinação café + cookie ou café + torta
Como funciona: dá para tomar café da manhã aos sábados, a partir das 10h. Domingo fecha e de segunda a sexta, só abre a partir das 11h.
Lotação: média
Ponto alto: as fatias deliciosas de bolo (R$18), os cookies macios e muito recheados (R$10), e o cappuccino da casa (R$9)
Faixa de preço: até R$30

No Granulado, até o café é simpático, como você pode ver na foto. Para abrir os trabalhos, escolha a tortinha de frango com requeijão, bem molhadinha (R$10), ou o pão de queijo rosa, vegano, feito de beterraba e batata doce (R$4), acompanhado de um cafezinho (a partir de R$6).

cafés em belo horizonte

Os bolos da Granulado e o brunch sensacional do Café Magrí

Na hora da sobremesa, é difícil de tirar os olhos da vitrine de bolos. Os sabores, no geral, são bem achocolatados – e o nosso favorito acaba sendo o Nevado, mais suave, de pão de ló com doce de leite e Leite Ninho. O preço é por fatia: todas custam R$18 (210g), mas como são bem recheadonas, dá para dividir.

O doce de pote de limão siciliano (R$18) e o Divino, com brigadeiro e mousse de chocolate belga (R$12), são muito gostosos, mas o cookie (R$10) é uma das melhores coisas – encerre a visita com o de chocolate com caramelo salgado (por favor, não se prive do cookie de chocolate com caramelo salgado!).

Jacinta

Indicado para: quem gosta de um bom café da manhã, mas não descarta a possibilidade de encerrá-lo com uma cervejinha artesanal
Como funciona: o cardápio de brunch é só nos fins de semana, com pedidos avulsos a partir das 9h
Lotação: média de manhã, alta à noite
Ponto alto: o pão com requeijão moreno e a playlist
Faixa de preço: até R$40

Um dos nossos bares favoritos da cidade agora também serve brunch e essa é só mais uma desculpa para terminar a manhã com um drink na mão. Por entre R$20 e R$30 dá para pedir ovos, queijos, panquecas, pães, granola, iogurte, toasts, cafés e chás – o mais atraente é o pão com requeijão moreno chapeado, melaço de cana, ovo frito, espigas de milho salpicadas de parmesão, manteiga de páprica e queijo canastra.

A partir das 12h, o cardápio de petiscos também abre, com a tostada de avocado com pastrami com manteiga cítrica de tomilho, coalhada seca e farofa de castanhas (R$33) e os deliciosos pasteizinhos de queijo minas da Serra do Salitre com alho poró (R$24, porção com 6).

Copa Cozinha

Indicado para: quem vai visitar o Mercado Novo de BH
Como funciona: o brunch é servido somente aos sábados e domingos, das 9h às 13h, em menus fechados. Pedidos avulsos podem ser feitos a qualquer momento.
Lotação: alta (para evitar filas, chegue antes das 10h ou depois das 12h, quando o movimento acalma)
Ponto alto: o pão sovado com queijo meia cura derretido, servido no brunch
Faixa de preço: até R$20 para o combo mais simples do brunch ou pedidos avulsos; até R$40 para o menu completo com repetição livre

O Copa detém o café da manhã e brunch mais completo e disputadinho do Mercado Novo de BH (o que pode ocasionar em um atendimento um pouco confuso). São três opções, da mais simples (com uma fatia de pão sovado com queijo, uma fatia de bolo, um ovo e uma bebida, por R$20) à mais farta, com rodízio livre dos quitutes (que incluem também torta salgada e doce, pães de queijo, coalhada e crocante, uma espécie de farofa de cuca recheada, por R$40).

Terminado o brunch, bolos (R$ 10,), tortas (R$ 12) e “crocantes”, uma espécie de farofa de cuca sequinha recheada de goiabada ou doce de leite (R$ 5,00), ficam no display para pedidos avulsos. As comidas são simples, mas gostosinhas. Para beber, café coado, com leite, chá e suco do dia, além de água filtrada livre.

Buffets de padaria em Belo Horizonte

Indicados para: quem gosta de café tradicional, com pães, bolos, salgados, panquecas, ovos…
Como funciona: por quilo
Faixa de preço: até R$70 o quilo, dependendo da padaria escolhida

O buffet de café da manhã mais completo é o da Padaria Vianney – lá tem até sushi(!). Também é o que começa mais cedo e é servido todos os dias (R$48,90/kg de segunda a sexta, R$65,90/kg nos fins de semana). É tudo muito bom, mas a melhor coisa, honestamente, é a coxinha de frango, cremosa e sequinha na medida. Para algo um pouco mais açucarado, a Villa Elizabeth oferece um café com buffet pequeno, mas bem gostosinho, com bolos, pães de queijo e doces.

Bolinhos do buffet da Padaria-Vianney e a melhor broa com goiabada do mundo no Comercial Sabiá

Bolinhos do buffet da Padaria Vianney e a melhor broa com goiabada do mundo no Comercial Sabiá

O Atelier do Pão é outra padoca com café da manhã de buffet (R$54 o quilo), mais simples que o da Vianney, mais extenso que o da Villa Elizabeth, e com bolos deliciosos – o de laranja com coco, a tortinha de limão e o surpreendente bolo de ricota valem o repeteco. A unidade da rua Bárbara Heliodora ainda fica a dois minutos do Magrí, sendo uma boa alternativa em caso de fila por lá.

Outras opções de café da manhã em Belo Horizonte

A rede mineira de doces Frau Bondan também serve um delicioso Expresso Tônica (R$15,90). A unidade do CCBB é uma boa opção de café para quem vai visitar a Praça da Liberdade. Cafés a partir de R$6, pães de queijo com e sem recheio a partir de R$5 e bolos muito gostosos, como a broa de coco com queijo canastra (R$10 a fatia), o bolo de milho (R$8) e o gateau, uma tortinha de puro chocolate, sem farinha (R$18,90).

Uma das casas de brunch mais renomadas de BH é a Padaria Casa Bonomi, cujos pães são de muita qualidade, mas não está entre as nossas favoritas pela supervalorização de itens básicos da alimentação matutina (do tipo cobrar mais de R$30 por um pão com ovo). Na nossa opinião, vale mais como padaria mesmo, para levar pães diferentões para casa.

Mais simples e mais atraentes são os cafés Intelligenza e OOP, na Savassi, especialistas em grãos e preparos diferentes. Eles seguem a mesma pegada do Academia do Café, com cardápio vasto da bebida, mas mais enxuto de comidinhas. Servem gostosos doces e salgados e também são boas opções para um café da tarde.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *