Onde comer em Liubliana e em Bled, na Eslovênia

Apesar de ser menos inserida nos roteiros de viagem dos brasileiros, a Eslovênia é um país incrível com muita, muita, muita comida boa, além de vinhos e cervejas locais espetaculares. O cardápio em esloveno é difícil de entender, é verdade, mas a culinária é parecida com a da Alemanha, da Áustria e da Hungria (abram alas para as linguiças artesanais e muita carne ao molho), com um toquezinho da vizinha Itália nas massas e pizzas. E o melhor: é barato! Veja onde comer bem em Liubliana e na vizinha Bled, do café da manhã ao jantar, e descubra quais são as melhores comidas típicas da região, para não perder nenhuma.

Quanto custa comer e beber na Eslovênia?

Custa um pouco menos que na vizinha de cá, Itália, e um pouco mais que na vizinha de lá, Hungria. Lanches de rua, bem fartos, como cachorro-quente de linguiça típica, sopas ou até goulash com polenta vão custar entre 3 e 6 ‎€ – mesmo em lanchonetes. Sanduíches ou pizzas individuais saem por cerca de 4 ‎€. Um prato principal em um bom restaurante custa a partir de 10 ‎€ e a água costuma ser cortesia da casa.

Para beber uma boa cerveja, o custo é o mesmo dos bares de capitais brasileiras. Chopes locais nos melhores bares especializados custam a partir de 2,50 ‎€ (300ml), enquanto taças de vinho (100ml a 150ml) em bons restaurantes partem de cerca de 3 ‎€, no geral. 

restaurantes em liubliana

Restaurantes em Liubliana

Pratos típicos da Eslovênia

A culinária eslovena é muito parecida com a húngara, a austríaca, a tcheca… ou seja, muita carne ao molho, linguiça, sopas, pratos com batata e repolho, com uma leve influência italiana nas massas e na presença de polenta e trufas nos pratos. Apesar de pesado, é tudo muito bem temperado e delicioso, com cara de comidona de vó.

A dificuldade pode ser decorar o nome dos pratos que você quer provar ou dos restaurantes que deseja visitar, porque a língua dificulta e não são todos os locais que apresentam cardápio em inglês. Mas a gente fez abaixo uma colinha do que mais vale a pena da culinária local:

Golaž

É a grafia eslovena para o conhecido Goulash do Leste ‎Europeu, um ensopado de carne de boi feito com caldo espesso e temperos como pimenta, cominho e páprica. Prove no Julija por 12 €.

Prekmurski bograč

Versão de goulash da região de Prekmurje, cujo tempero achamos um pouco mais acentuado. Vá sem erro na porção do Güjžina (11,30€ para duas pessoas).

Dödöle

Dumplings de batata que podem ser incrementados com cebola e creme, e acompanham o bograč, que é uma maravilha.

Kranjsko klobaso

Linguiça Kranjsko, típica da região e protegida pela denominação de origem. Se for a Bled, aposte na do bar Špica. Em Liubliana, a mais famosa e barata é do Klobasarna (3,50 €).

comida de rua e cerveja em liubliana

Linguiça Kranjsko do Klobasarna

Kraški Pršut

Versão eslovena do presunto cru, popular em vários pratos.

Štruklji

Uma espécie de massa recheada, que pode ser salgada ou doce, como um canelone ou um rocambole.

Idrijski žlikrofi

Mais uma versão de massa recheada, dessa vez com batata, que lembra muito o prato judaico varenike. Procure também no Julija por 12 €.

Jota

Uma sopa tradicional feita com repolho, batata e feijão.

Ričet

Outra sopa de cevada, feijão, cenoura e mais vegetais.

Kuhano Vino

No inverno, ele está em todos os cantos: o vinho quente, que pode ser rdeče (tinto) ou belo (branco).

Vroča čokolada

Chocolate quente, cremoso no ponto e vendido em tudo quanto é lugar nos meses frios. Pode ser Temna (preto) ou Bela (branco).

Kaiserschmarrn

Panquecas doces caramelizadas servidas puras ou com frutas, caldas, chocolate…

Gibanica

Também protegida pela denominação de origem, é uma espécie de bolo com finas camadas de cottage, sementes e maçã. Honestamente, não fez nossa cabeça, mas é a sobremesa mais tradicional. Prove no Lolita, por 5,80 €.

Kremsnita

Dos doces típicos, esse, de Bled, é mais saboroso: uma massa folhada com creme de baunilha. Deixe para pedir na beira do lago, nas feirinhas ou no café do Castelo de Bled (5 €) , com essa vista:

vista de restaurante em bled

Onde comer em Liubliana: dicas de restaurantes, cafés e bares

A Eslovênia tem muita comida boa e, o melhor, muitas feirinhas gastronômicas e barraquinhas de comida. O atendimento é bom, a água costuma ser gratuita e mesmo os lugares mais arrumadinhos são simples, sem afetação.

Nossos restaurantes e cafés favoritos da capital eslovena são: 

  • O Güjžina – Prekmurska Gostilna, pela comidinha tradicional despretensiosa, farta, barata e deliciosa; 
  • O Luda, pelo cardápio sofisticado e sazonal, os vinhos orgânicos e os pratos muito bem temperados em ambiente simples; 
  • O Landerik, pela vibe moderninha no centro histórico e muito boa comida, apesar dos preços mais altos;
  • O Julija, por ser tradicional, gostoso e um ótimo meio-termo, com custo moderado;
  • O Le Petit Cafe, pela arquitetura e os preços justíssimos nas fartas opções de café da manhã;
  • O Klobasarna, por ser a opção mais barata para provar a linguiça típica eslovena e ainda tomar boas cervejas;
  • E a sorveteria Vigò para a sobremesa, por ser provavelmente o melhor doce da cidade.

No Güjžina, fizemos uma das melhores refeições da viagem: o primo do goulash, o Prekmurski Bograč (11,30 ‎€) acompanhado de uma porção de dödöle com cebola e creme (9,90 ‎€), combinação sabiamente recomendada pelo restaurante.

O pedido foi suficiente para duas pessoas e não podia ter sido melhor: o Prekmurski bem temperado, caldoso, ficou maravilhoso com o dödöle macio e o creme cujo sabor remetia a um sour cream. Lá, você também pode provar a tradicional salsicha eslovena a 7,70 ‎€, massas vegetarianas a 12 ‎€ e pratos mais elaborados a partir de 15 ‎€. Para beber, chopes da artesanal Bevog por 4 ‎€.

caldo de carne típico da eslovênia, servido num balde

Rekmurski Bograč

O Luda (Instagram) tem uma pegada mais alternativa, apesar do ambiente simplão e pouco decorado. O cardápio muda todos os meses, com base nos ingredientes disponíveis, para que estejam sempre frescos. Os pratos costumam ser sofisticados e com apresentação de chef: abóbora gratinada com ricota e caviar de truta (11 ‎€), polvo com shiitake e caqui (15 ‎€), ceviche de camarão com parfait de fígado de frango (9 ‎€)…

Comemos uma truta com purê e pesto de castanhas que estava sensacional (13 ‎€) e uma massa com camarões e parmesão muito gostosa, com uma lâmina do queijo tostada por cima (14 ‎€). Para beber, vinhos branco, tinto e laranja, todos eslovenos, orgânicos e biodinâmicos a partir de 3,50 ‎€ a taça ou 22 ‎€ a garrafa. Vale uma ressalva: as porções são pequenas. Se for com muita fome, peça também uma entradinha (de 4 ‎€ a 9 ‎€) para garantir.

prato de comida, com peixe, em liubliana

Truta com purê e pesto de castanhas, no Luda

O Julija é muito gostoso, recomendado pelos eslovenos (faça reserva!) e fica no meio-termo entre o restaurantão tradicional e o bistrô elaborado, com boa culinária local, comida farta (se for sem muita fome ou pedir uma entrada, pode dividir o prato principal com alguém) e forte influência italiana.

Os preços partem de 11 € (caso dos vegetarianos Štruklji de queijo com molho de cogumelos). Por 12 €, saem o Idrijski žlikrofi coberto com pancetta e o goulash com polenta, bem servido, bem temperadinho e muito saboroso. O prato de vitela com um delicioso purê trufado e aspargos (19 €) vem com dois filés grandes e no ponto perfeito. Pratos com frutos do mar, como truta, salmão, atum e lulas, também são fortes na casa e custam entre 13 € e 20 €. 

comida em liubliana

O francês Le Petit Cafe (Instagram), além de extremamente conveniente (abre das 7h30 à meia-noite e tem opções das mais variadas para qualquer refeição do dia), é charmoso e tem lanches ótimos e muito baratos pro café da manhã.

Boas apostas são os iogurtes com frutas, geleias, granola, cereais (a partir de 2 ‎€), combos com pães, ovos e croissants (6 ‎€) ou os grandes sanduíches e tostadas com ovos a partir de 4,50 ‎€ que, dependendo da fome, dá para dividir, como o tradicional Croque Madame (5 ‎€), o Istrian Breakfast, com ovos mexidos com azeitonas pretas, presunto cru típico esloveno e trufas negras (9 ‎€), ou o nosso favorito: ovos Royale, com salmão defumado, avocado, molho holandês e dois belíssimos ovos de gema mole por cima (7,50 ‎€).

Já os pratos principais, servidos no almoço e no jantar, têm preços mais salgados: vão de 17‎ €, caso do frango supremo com batatas, a 25 ‎€, preço do filé com molho madeira, purê e cérebro de porco. Cafés a partir de 1 ‎€, sucos naturais a partir de 1,60 ‎€ (100ml) e vinhos e chopes a partir de 2 ‎€ a taça.

No Landerik (Instagram), a proposta é mais moderna: uma comida gostosa e sofisticada, ao estilo do Luda, porém com localização mais central, decoração mais cool e preços mais altos. 

Lá também fomos de café da manhã e praticamente repetimos o prato em uma versão mais elaborada: ovos pochê com ragú de presunto cru local e molho com sementes de mostarda (7,50 ‎€) – o preço é o mesmo do Le Petit Cafe, consegue ser ainda mais gostoso (a mostarda dá um toque delicado e muito saboroso ao prato), mas a porção é razoavelmente menor, servindo apenas uma pessoa mesmo. Para a tarde e a noite, a casa tem sanduíches a partir de 7 ‎€, sopas a 5 ‎€, entradas a partir de 11 ‎€ e pratos principais com carnes, peixes e uma opção vegetariana que variam entre 17 ‎€ e 25 ‎€.

onde tomar café da manhã em liubliana

Ovos pochê com ragú de presunto cru local e molho com sementes de mostarda

Para provar a comida típica com clima de quiosque baratão de rua, o Klobasarna é bem procurado, com uma porção da linguiça por 3,50 €, servida com pães e molhos. Pelo mesmo preço, saem potes grandes de sopas, sem sabor marcante, e Štruklji por 4 €. Uma pequena seleção de cervejas artesanais locais muito, muito boas custa a partir de 3,50 € (330ml).

No Castelo de Liubliana, há o Strelec, restaurante no terraço aberto que serve pratos principais individuais na faixa de 15 a 25 ‎€, e a vinoteca Grajska de vinhos eslovenos, além de barraquinhas que, em algumas ocasiões, se espalham pelo pátio com bons preços e comidinhas deliciosas – provamos o goulash com polenta (8 ‎€) do quiosque do próprio Strelec, bem temperadinho. 

A Lolita, doceria boutique famosinha, é uma opção para um café com sobremesa, já que o foco são os doces. Há doces tradicionais e opções sem lactose, sem açúcar e sem glúten. Croissants a partir de 1,80 ‎€ e tortas a partir de 3,80 ‎€.

onde comer em liubliana, eslovênia

Doces da Lolita

Na verdade, em matéria de doce, preferimos recomendar a sorveteria Vigò (Instagram) e seus sorvetes maravilhosos que deixam a maioria das gelaterias italianas no chinelo por 2 ‎€ (dois sabores). Os melhores são o Grski Jogurt, de iogurte grego com figos e nozes (sério, é muito bom) e o Pino, de chocolate, caramelo salgado e amendoim, mas tem de cheesecake, baunilha, frutas, chocolates diversos…

sorveteria na eslovênia

Sorvete da Vigo, em Liubliana

Nos calçadões dos arredores do Rio Lublianica também tem várias lojinhas de chocolates, biscoitinhos e produtos feitos com mel – a Eslovênia é um dos principais polos de apicultura da ‎Europa. É fácil achar pacotinhos baratos para um lanche, a partir de 1 €. 

mercado em liubliana

Onde beber em Liubliana

As melhores cervejas locais são a HumanFish, a Bevog, a Lobik e a Tektonik, mas também são ótimas a Pelicon, a Reservoir Dogs, a Clef e a Loo-Blah-Nah – é mais fácil encontrar essa última em gift shops do que em bares de cerveja. A Bevog, apesar de ter alma e receita eslovena é, na realidade, austríaca, já que é fabricada logo no passar da fronteira por questões de legislação.

Os lugares mais legais para beber são o café Tozd, o pub Pritličje e o bar Lajbah.

O Tozd (Instagram), além de servir deliciosos cafés de diferentes torras da manhã à noite, é ótimo para uma cervejinha de fim de tarde, com vista para o rio. Tem torneiras da HumanFish (a partir de 3,50 ‎€, 300ml) e garrafas da Bevog, Pelicon, Reservoir Dogs, Tektonik e Lobik de vários estilos (a partir de 4 ‎€, 330ml), além de cervejas mais mainstream como as eslovenas Union e Laško e as alemãs Augustiner e Weihenstephaner.

Os vinhos, também eslovenos, saem a partir de 2,80 ‎€ a taça (100ml) e 19 ‎€ a garrafa. Para comer, sanduíches a partir de 3 ‎€ (com opções vegetarianas de queijo e avocado ou com carne, linguiça, presunto cru e salmão), pizzas a 5 ‎€ e tapas diversas.

O Pritličje (Instagram), apesar do nome difícil, é bem fácil de encontrar devido às mesas do lado de fora, no calçadão. É o mais legal em termos de ambiente: ele é grande, mas dividido em antessalas clean que terminam em um pub aconchegante, meio rústico e decorado com cartazes coloridos, que dão um ar de beco ao local. São três torneiras de cervejas locais (a partir de 3 ‎€, 500ml) e garrafas das artesanais HumanFish, Reservoir, Tektonik, Bevog, entre outras.

Os vinhos locais também valem a pena – eles oferecem brancos, tintos e laranja a partir de 1,70 ‎€ (taça de 100ml) e 13 ‎€ o litro, no caso dos vinhos da casa. Até os sucos naturais têm bom preço – o de laranja sai por 1,70 ‎€, o que é realmente barato para padrões ‎europeus. O cardápio de comida é bem enxuto, com sanduíches de carnes, peixes, vegetarianos e veganos, mini pizzas e sopas do dia, tudo na faixa dos 4 ‎€ cada.

O Lajbah (Instagram) é parada obrigatória, já que é o melhor na variedade de oferta: são 16 torneiras de cervejas artesanais da região, como Bevog, Lobik e Pelicon, além de vinhos e gins eslovenos (todos a partir de 2,50 € a taça). O cardápio também não é restrito a lanches, servindo porções a partir de 3,50 € e pratos tradicionais, como o goulash com polenta (8 €), nhoques (9 €), e asiáticos, como curry e pad thai (8 €). O ambiente é bacana, com um terracinho, e a casa sedia eventos cervejeiros da cidade.

O Daktari também é uma opção legal, decorado como um antigo escritório de vô, e localizado convenientemente nos pés do castelo. A casa tem várias torneiras, mas grande parte ocupada com cervejarias grandes, como Guinness, Augustiner, Union e Laško. Nas garrafas, opções como a irlandesa O’Hara’s, as belgas Orval e Chimay e as locais Bevog e Tektonik, todas em torno de 4 ‎€. Outras sugestões para beber são o bar Cielito Lindo, o Sir William’s Pub e o Union Pub, da cervejaria Union.

Feiras e Mercados Gastronômicos da Eslovênia

Não perca essa coisa maravilhosa que são as feiras gastronômicas! Tanto Liubliana quanto Bled sediam várias feirinhas de artesanato e comidas durante o verão e também no fim do ano, entre dezembro e janeiro, basicamente todos os dias. Você toma chocolate quente, vinho quente, GIN quente(!), drinks, cervejas e come de tudo: goulash, linguiça, doces, por poucos euros cada um. 

Em Liubliana, as feiras sazonais ficam nos arredores do rio Liublianica. Nas sextas-feiras, um mercado gastronômico também acontece no Odprta Kuhna (Instagram), quase em frente à catedral. 

Já em Bled, o ponto das feirinhas sazonais é ao redor do lago, ao lado do mirante do coração. Comemos o cachorro-quente de uma banquinha do Špica, bar e restaurante de Bled, e foi o melhor chocolate quente (2,70 €) e a melhor linguiça Kranjsko da viagem (8 €), com um molho sensacional. Mas a gente concorda que a vista pode ter tido algum papel nisso também.

onde comer em bled, eslovênia

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *