Cerveja artesanal no Rio de Janeiro: melhores bares e pubs

O Rio de Janeiro está bem servido de bons lugares para beber cerveja artesanal, desde produções locais a bares de fora do estado que estão fincando o pé na cidade, como é o caso das mineiras Capapreta e Verace. Confira os melhores bares e pubs para tomar cerveja artesanal no Rio, nossas recomendações e os preços de cada um.

Hocus Pocus DNA e a rua 19 de Fevereiro, em Botafogo

O que era uma antiga oficina mecânica em um galpão de tijolos e madeira exposta virou uma vitrine cervejeira rústica de Botafogo: começou com o bar da Hocus Pocus, em 2016, que hoje tem 14 torneiras de chope da casa e convidados; e seguiu com a chegada das cervejarias Mohave, com 12 torneiras – sendo duas delas de self-service, em sistema similar ao que a Brewdog popularizou em Curitiba; e a Brewsil, com oito.

Os chopes da Hocus Pocus DNA, como é chamado o bar da marca, custam a partir de R$14 (300ml) e são os melhores da rua. Destaque para as caseiras Double IPA Juicy Call (R$22), a Amber Ale com adição de café Coffee Hush (R$14,50) e a Belgian Golden Strong Ale Magic Trap (R$15), a mais saborosa da marca, com 8,5% ABV e frutado intenso.

Nas comidinhas, vá de Burrito DNA (R$26), com carne de panela cozida na Coffee Hush, guacamole e cheddar derretido, que vem quentinho e cremoso, com bastante queijo, e serve bem uma pessoa. Outra opção com um baita custo/benefício é o Bolovo (R$16) de carne temperadinha, gema mole e pimenta biquinho.

Hocus Pocus DNA
Rua Dezenove de Fevereiro, 186 – Botafogo

bolovo na frigideira, cervejaria rio de janeiro

Verace Rio, em Botafogo

A mineira Verace não tem nem três anos e já conta com uma das melhores estruturas de produção das artesanais do estado, onde a competição cervejeira é forte. Em pouco tempo, a empresa ganhou bares e supermercados com suas produções premiadas, seus rótulos diferentões e suas combinações criativas, como o duo de maracujá e pitaia na fruit beer Maracutaia, acidinha e refrescante; o combo muito aromático de goiaba e cajá-manga na Abaporu Sour; e a mistureba de graviola, coco ralado e lactose da Lacto IPA Uai So Serious, cremosa e lupulada.

A Verace acaba de abrir um bar também em Botafogo, com cervejas, drinks autorais e comidinhas. Tem coisas bem mineiras, tipo chips de jiló e, durante o esquema de soft opening, tem chope a partir de R$ 10.  Vale dizer que, apesar dessa linha de misturas psicodélicas, as cervejas tradicionais da marca – o Dark Strong Ale Oroboro, a English Pale Ale King’s Cross, a ESB Coração de Leão – também são muito gostosas. O local ainda está operando com horário e serviços reduzidos, no sistema soft opening.

Verace Rio
Rua Dezenove de Fevereiro, 188 – Botafogo

Capapreta Tap House, na Barra da Tijuca

Essa cervejaria mineira abriu tap houses bem despretensiosas em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, na Barra, saindo do eixo cervejeiro da Zona Sul. Em BH, o bar é self service, com cartão pré-pago, mas no Rio o sistema é tradicional: ½ pints custam de R$11 a R$16 e o preço dos pints varia de R$17 a R$24.

Vá sem medo na IPA Mellon Collie (R$12 no ½ pint), uma das melhores do estilo que já tomamos por aqui, ou na Diesel (R$15 no ½ pint), uma double IPA cítrica e bem potente. Das sazonais, nossas recomendações são as deliciosas variações de Imperial Porter, como as envelhecidas Bourbon Mocha e Jack’s Poison, com café e cacau, e a Toasted Coconut, com coco queimado.

Para comer, porções a partir de R$16 (caso dos dadinhos de tapioca com geleia de pimenta). Para honrar as origens da casa, tem o bolovo de feijão tropeiro (R$28,70, 6 unidades) e o pão de queijo recheado com carne de porco, goiaba e pesto (R$37,40, 4 unidades). A casa também oferece sanduíches e hambúrgueres a partir de R$24,90.

Capapreta Tap House
Avenida das Américas, 7700, loja 118 – Barra da Tijuca

cervejaria capa preta

Foto: divulgação

Pub Escondido, CA, em Copacabana

Dos mesmos donos do Boteco Colarinho, o Pub Escondido acerta mais, não só na oferta de cervejas, que é mais diversificada, mas principalmente no atendimento.

O novo pub comporta mais gente no salão amplo e tem como proposta focar nas IPAs brasileiras – são 24 torneiras de chope (de R$10 a R$45, copos de 230ml, 300ml e 470ml), mas de 8 a 10 costumam estar reservadas para as variações do estilo. Há boas opções mais leves, como a refrescante Escondido Weiss (R$13, 300ml), a cerveja de trigo da casa, e produções de cervejarias cariocas como Old School, Hocus Pocus e Marmota Brewery.

Do cardápio de comida, os hambúrgueres são as opções mais famosas, como o Cheddar Bacon, com cebola roxa caramelizada (R$35), e o Inconfidentes, com queijo Serra da Canastra, bacon, melado de cana e couve crocante (R$35). Das porções, a linguiça aperitivo (R$35) vem farta, coberta de queijo da casa derretido, cebola caramelizada no shoyu e pão.

Pub Escondido, CA
Rua Aires de Saldanha, 98 – Copacabana

prato do pub escondido, rio de janeiro

Noi, no Leblon

Uma família de origem italiana, estabelecida em Niterói, resolve abastecer seus restaurantes com cerveja própria no começo dos anos 2000 – e a gente está agradecendo por isso até hoje. A Noi possui 12 rótulos próprios de belas cervejas, como a levíssima Avena, uma Belgian Pale Ale com malte de cevada, trigo e flocos de aveia; a Imperial IPA Dry Hopped Amara; e a Cioccolato, uma Russian Imperial Stout com nibs de cacau e baunilha, e sua versão mais sofisticada, Barile, envelhecida em barrica de carvalho de whisky (R$38, garrafa de 330ml).

Os chopes da casa custam a partir de R$7 (200ml) e as garrafas, a partir de R$18 (600ml).
Há porções baratinhas, como a de pão de alho (R$17), e outras mais elaboradas, como a chapa de mignon com aipim noisette gratinado (R$47) e a linguiça recheada com queijo canastra (R$42). A carta de hambúrgueres parte de R$30.

Noi
Rua Conde de Bernadotte, 26 – Leblon

Brewteco

A cena cervejeira carioca perdeu muito com o fim da Estação 2Cabeças, que oferecia dez torneiras da melhor cervejaria carioca, a 2Cabeças, em Botafogo, em março de 2019. Mas elas costumam aparecer nas torneiras do Brewteco, em três endereços: na Barra, no Leblon e na Tijuca.

Além das cervejas da casa (nos estilos pilsen, trigo, APA e IPA, de R$9 a R$12 no copo de 300ml), feitas em Penedo ou no Rio, o Brewteco oferece uma vasta lista de cervejas cariocas nas torneiras e sempre informa no site o que está plugado em tempo real. Se a 2Cabeças pintar por lá, não deixe de provar a MaracujIPA (R$15, 300ml), uma Fruit American IPA aromática e refrescante com polpa de maracujá (bem presente no retrogosto); e a intensa Ponta-Cabeça, talvez a melhor Imperial Stout do Brasil, feita com Cumaru, semente conhecida como “baunilha” da Amazônia. Bem potente, com 10% de teor alcoólico, a bebida tem claras notas de canela e, claro, baunilha.

Para comer, o preço dos sanduíches e burgers varia entre R$27, caso do baguete de pastrami com queijo meia cura, e R$30. Nos petiscos, porções, pastéis (com algumas opções sem carne), tábuas e bolinhos a preços honestos.

Brewteco
Rua Dias Ferreira, 420 – Leblon
Av. Olegário Maciel, 231, Lojas J e K – Barra da Tijuca
Av. Maracanã, 782 – Tijuca

copo de cerveja da duas cabeças

As Melhores Cervejas do Mundo, em Copacabana

Mais um empório do que um bar, As Melhores Cervejas do Mundo é um bom lugar para quem quer provar cervejas de garrafa do mundo todo, já que eles têm centenas de rótulos. Os chopes são focados em cervejarias cariocas e têm boa variedade (a partir de R$10, 330ml).

A casa não serve comida, mas, seguindo a tendência de alguns bares de São Paulo, o cliente pode pedir delivery de restaurantes da região. Prefira sentar do lado de dentro do bar, onde o clima é bem intimista – há mesas do lado de fora, mas é menos confortável e a música alta de bares da rua pode atrapalhar um pouco.

As Melhores Cervejas do Mundo
Rua Ronald de Carvalho, 154, loja A – Copacabana

Delirium Tap House, em Ipanema

O Delirium Café de Bruxelas, na Bélgica, é conhecido por ter a mais vasta carta de cervejas em garrafa no mundo. Aqui no Brasil, a casa abriu, além do Café, a Tap House, pertinho do original. De qualquer forma, a Delirium era a melhor opção há poucos anos, em tempos de menos fartura cervejeira, mas ficou um pouco para trás com o tanto de cervejaria artesanal que abriu recentemente. Os preços são mais altos que os da concorrência e a oferta de cervejas locais é menor.

Ainda assim, a Delirium é bom para quem busca chopes importados, principalmente belgas e alemães. Os lagers baratinhos partem de R$10 (220ml), mas os mais encorpados ficam em torno de R$22, mesmo no copo pequeno.

A comida sai mais em conta: as porçõezinhas como coxinhas de pato e bastões de queijo canastra empanados com bacon partem de R$15. Os hambúrgueres ficam a partir de R$30, como o Chilli, com guacamole e pico de galo (R$36), e o Bacon Burger, com cheddar e bacon defumado (R$36). As opções sem carne ficam restritas a bolinhos e pastéis.

Delirium Tap House
Rua Nascimento Silva, 51 – Ipanema

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *